domingo, 10 de junho de 2018

Saí no melhor da festa.

  Esse negócio de estar mal, ninguém colaborar comigo me faz ter tédio constante, parece que minha vida não vai pra frente e que eu perdi grande parte da minha vida fazendo nada. A sensação que tenho é que perdi o melhor da festa (o melhor da minha juventude).

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Tenho que melhorar meu jogo

 Fui testar novamente a minha tática e não deu certo, perdi 3 seguidas tendo um preju de 50 dólares. Observei que tenho que melhorar meu jogo, mudar minhas táticas e jogar com mais atenção pois qualquer vacilo eu vou all in sem ter nem pra quê. Vou me testar nos limites mais baixos e quando estiver tendo vitórias contundentes eu aplico a minha tática. Por enquanto não estou tendo um jogo verdadeiramente vencedor. Mas desistir jamais.

terça-feira, 15 de maio de 2018

Poker, ainda não desisti dele.

  Existe duas formas de ver o poker: o poker que te dá lucro mas que é um pouco estressante pela atenção demandada e por isso não é tão divertido (embora todos achem divertido ganhar dinheiro- só que esse é suado), e o poker que te dá diversão, muito prejuízo e eventualmente algum prêmio.
  Estou tentando criar um bankroll pra jogar poker por diversão. Isso inclui o poker ao vivo e torneios online. Vou perder dinheiro mas vou me divertir pakas.
  Eu queria montar um plano pra ser lucrativo no poker também mas tenho muitas dúvidas se isso é possível. As vezes penso que é impossível e não fico me iludindo, mas estou criando planos pra fazer um bankroll e fazer uma ou duas tentativas de ser lucrativo, eu fiz uma tentativa bem sucedida inclusive essa semana, coloquei 40 dólares no pokerstars e retirei $146, nada mal pra primeira tentativa da nova tática.
 Vou fazer assim: uma ou duas ou três tentativas de ser lucrativo e se não der certo eu continuo jogando só por diversão. A única coisa difícil dessas tentativas é que pra dar certo vou ter que reservar um bankroll considerável, mas vamos em frente!
  O meu gráfico no sharkscope é uma descida ascendente de prejuízo e demonstra as várias fases por quais passei:


1ª fase: Até o centésimo jogo era o momento que eu só jogava torneios micro stakes, quase não depositava no pokerstars e o prejuízo era pouco.

2ª fase: Do jogo 100 ao jogo 250: o pokerstars lançou o spin & go no qual eu jogava muito e só perdia cada vez mais.

3ª fase: Jogos próximos do jogo 250: comecei a jogar Heads Up 30 dólares, tive altos e baixos e contei quantas ganhei e quantas perdi: Ganhei 16 e perdi 20.

4ª fase: Final da 3ª fase até o jogo 300: O gráfico caiu drasticamente porque fui jogar os jogos de 100 dólares, e me ferrei.

5ª fase: Jogo 300 ao jogo 350: não me lembro o que aconteceu, mas o gráfico se manteve quase como uma reta.

6ª fase: A partir do jogo 350: criei uma tática pra ser lucrativo e deu certo. Você pode ver que o gráfico começou a subir. Depositei 40 dólares e cheguei em 146 dólares em 2 dias, jogando não muito tempo. A descida de 30 dólares no final foi um descuido meu que fui jogar sem seguir a tática criada.

  Qual a minha tática? Jogar heads up e sempre que eu perco eu jogo em seguida um jogo de valor maior que cubra a minha perda. Assim por exemplo se eu perco o de $3,50 jogo o de $7, se perco o de $7 jogo em seguida o de $15, se perco o de $15 jogo o de $30. Assim eu só vou ter prejuízo se perder 4 seguidas, como vc vê no gráfico deu certo, mas nada garante que eu nunca vá perder 4 seguidas, por isso ainda tenho que testar mais a tática.
  No exemplo eu falei começando do jogo de $3,50 , aí a cada vitória eu tenho $3 de lucro, quero fazer o teste começando do de $15, $30 e se der certo $60. Claro que eu ainda tenho que estudar, treinar e melhorar meu jogo pra nunca perder 4 seguidas, o que eu acho que não vai acontecer, mesmo no primeiro teste dando certo, mas se desse certo daria um belo dum lucro!!!! Mas se não der certo, o que eu acho que não vai dar, aí eu continuo jogando torneios por diversão, tanto ao vivo quanto online, no final dá tudo certo!!!







sábado, 12 de maio de 2018

Começando uma faxina em minha vida.

  Comecei colocando ordem nas minhas contas. Fiz o planejamento para aos poucos ir quitando minhas contas que são a perder de vista. Também estou tentando encontrar a minha arte (sim, eu assisti o vídeo do Gabriel Goffi), encontrar prazer em tudo que eu faço, pois isso é uma coisa que não sentia mais. Tinha perdido o tesão pela vida, mas agora posso dizer: Vida, eu te quero em mim!
  O cansaço mental por qual as pessoas me fizeram passar é sem limites, mas eu sobrevivi e estou aqui inteiro para retomar a minha vida. Se tem uma pessoa que jamais vai desistir de mim sou eu mesmo, mesmo com todos apontando, dia após dia, o dedo no meu nariz.
  Como ser sábio no meio de tantos tolos? Tenho que agir com sabedoria se quiser sobreviver no meio de tantos tolos. Enfim, já estou me sentindo mais em paz pra colocar meus planos em prática, isso que é importante.
  Quero estudar forte para os concursos porém sem esquecer das horas de descanso e lazer. Daqui 2 anos quero comprar um carro. Estou fazendo minha lista de desejos pra minha vida e principalmente concretizando pequenas ações diariamente que levarão aos meus objetivos.

sexta-feira, 11 de maio de 2018

Não tenho tudo que amo, mas amo tudo que tenho.

   Lembrei de uma frase agora que condiz com minha filosofia de vida, é ela: "Não tenho tudo que amo, mas amo tudo que tenho." . A minha problemática é a seguinte: desde que eu era adolescente eu aguardo o dia em que serei feliz, esse dia chegará quando todas as pessoas da minha vida estiverem em sintonia, eu tiver muito dinheiro, todos me amarem também e tudo correr as mil maravilhas, ou seja, eu vivo esperando um dia que nunca vai chegar.
  Refletindo sobre isso, lembrei de algumas frases como a música do Aerosmith que diz que a vida é uma jornada e não um destino, e resolvi mudar essa história. Ao invés de eu me apegar a um dia que nunca vai chegar, vou me apegar ao que eu já tenho, não tenho tudo que amo mas amo tudo que tenho!
  Ao invés de ficar planejando apenas vou colocar em prática coisas que tragam felicidade para mim e para os outros. Em vez de ficar pensando como fazer grandes coisas impossíveis de fazer vou colocar em prática pequenas coisas que somadas possam gerar um resultado real. Por exemplo, ao invés de ficar pesquisando no facebook e fóruns de internet sobre concursos vou tirar esse tempo para estudar para os concursos, vou começar a valorizar também as pessoas que são importantes na minha vida, se bem que elas não ajudam muito, ao menos vou tentar mudar essa situação. Vou me afastar de tudo que é ruim na minha vida, vou valorizar tudo o que já possuo de bom.
  Preciso reaprender a sentir prazer, as mágoas tomaram conta da minha vida e sugaram toda minha alegria. A solução para isso é ter paz de espírito para refletir corretamente e tomar as melhores decisões. As pessoas realmente não ajudam em nada mas preciso reencontrar meu rumo - com ou sem elas.
  Depois desse turbilhão que eu passei, perdi a sensibilidade de sentir prazer nas pequenas coisas, mas estou realmente disposto a recuperar isso.

sábado, 21 de abril de 2018

Aqui não se amarra cachorro com linguiça.

  Estava jogando de graça no pokerstars e nos microstakes. Ali o jogo flui e é até gostoso jogar, mas quando fui jogar valendo dinheiro de verdade (torneios) foi até meio chato de jogar, pensa em um jogo travado e previsível. O pessoal lá é muito tight, poucos blefes, como disse, o jogo é muito previsível e travado. Realmente não gostei de jogar esses torneios, o pessoal só aposta quando tem boas cartas na mão e quando eu tenho o nuts eles correm. Jogo chato pra cacete. Em se tratando de apostas reais preferi jogar cash games do que torneios, embora eu ache que eu possa montar uma estratégia pra sobreviver em torneios assim. Tudo é uma questão de estratégia. Nas próximas semanas vou experimentar pela primeira vez o poker ao vivo, preciso montar uma estratégia eficiente para caso o ao vivo seja travado como o online. O problema do jogo travado é que o vencedor no final das contas é decidido mais pela sorte do que pela estratégia, esse é o problema do jogo atual e acho que por isso algumas pessoas estão abandonando o poker, nos tempos atuais não se amarra cachorro com linguiça, não tem nenhum bobinho jogando, quem quer vencer no poker encontra adversários, se não inteligentes, ao menos espertos.
  Muito se vende a ideia em sites de poker de ser lucrativo no poker, falam pra jogar 10 mesas ao mesmo tempo para multiplicar o dinheiro ganho, meu, essa é a prova de um marketing da pokerstars descarado e sem noção, mal consigo jogar 2 mesas imagina com duas telas cheias, além de não dar pra analisar os adversários mal daria pra analisar sua própria jogada, fazendo o jogador perder dinheiro. Outro problema de sair lucrativo das mesas é o que disse desde o começo: não se amarra mais cachorro com linguiça, joga se de igual pra igual embora o marketing da internet querer fazer-nos acreditar que basta uma estratégia para sair vencendo todo mundo, mas vejo que o buraco é mais embaixo.

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Ahhh, por que não?

    Tipo, tive um insigth. Quando tiver dinheiro sobrando vou pegar uns trocados e participar de uns torneios de poker, ao vivo. Além de sair um pouco de casa, onde vivo enfurnado, vou fazer uma coisa legal, que me distraia e tire um pouco o peso da rotina. E o melhor, não precisa gastar muito para participar desses torneios. Para tanto, preciso apenas aguardar o momento de ter um dinheirinho sobrando e, além disso, preciso aprimorar minhas técnicas de jogo estudando mais sobre isso. Também quero comprar "O livro verde do poker" antes, pois esse livro ensina as boas maneiras de se comportar na mesa para iniciantes como eu não passar apuros ou vergonha.
  Estou empolgado com a ideia, vai ser muito bom. Quanto a perder dinheiro eu não vejo por esse ângulo, vejo pelo lado de estar pagando pela minha diversão, coisa que eu negligenciei a vida toda, por isso minha vida se tornou tão chata.
  É isso aí, fazendo dos limões uma limonada.